Como Utilizar um Japamala



Provavelmente já se questionou se existe uma forma correcta de usar um japamala dado que o japamala em si é tão complexo e rico em simbolismo. A forma correcta de usar no corpo é simplesmente a que lhe proporcionar mais conforto, mas existem algumas regras na prática da meditação. Veja abaixo:


Como instrumento de meditação

Muitos praticantes de meditação utilizam o japamala ao pescoço, mas quando a intenção é recitar mantras, a forma mais comum é segurar o japamala com a mão .

Escolha um ambiente calmo, relaxado e "desligue-se" do mundo por uns instantes. Silencie o telemóvel e qualquer outro aparelho que o possa distrair.

A posição mais confortável é sentado, mas escolha qualquer outra que lhe seja cómoda e que o relaxe.

Escolha um mantra. Repetirá o mesmo mantra do início ao fim e só deverá utilizar um mantra por japamala. O japamala irá absorver a energia desse mantra e se pretender recitar outros mantras, deve fazê-lo noutro japamala.

Começando com a conta separada, a conta Guru ou Meru, conte cada repetição do mantra, conta a conta, usando o dedo polegar e o dedo médio, até chegar ao Meru novamente.

Se pretender continuar, volte o japamala e continue na direcção oposta. Nunca passe o Meru. Ele contém um poder espiritual e por isso intensifica o trabalho do praticante com os mantras como se tratasse de uma alavanca. As pulseiras deverão ser voltadas as vezes necessárias até totalizar o número 108. Por exemplo uma pulseira de 27 contas precisa de ser contada 4 vezes.

Se o japamala contiver divisões, no caso de uma japamala tibetano que contém 4 divisões de 27 contas, deverá recitar o mantra até chegar à conta que marca a divisão e aí sim parar uns instantes e retomar mais tarde. Se o japamala tiver 108 contas seguidas só poderá parar depois de recitar o mantra até ao fim, as 108 vezes.

Um modo de intensificar o efeito é usar o japamala junto ao corpo e colocá-lo debaixo da almofada ou perto da cabeça à noite.

Diz-se que usar um japamala durante 40 dias seguidos é a melhor forma de se sintonizar com ele.

Sendo um objecto sagrado com uma impressão pessoal, não deve emprestar o seu japamala a ninguém nem deve ser tocado por outras pessoas a não ser por um motivo realmente importante. Neste caso, deve limpá-lo energeticamente logo de seguida.

Quando não estiver a ser usado, o japamala deve ser colocado num lugar especial, como um altar, dentro de uma caixa (que só contenha japamalas ou cristais e a caixa deve ser de materiais naturais), ou qualquer outro lugar limpo e arrumado e longe do alcance de outras pessoas.

Para sentir os benefícios da prática da recitação de mantras, deverá recitar diariamente 108 vezes e ao longo de 40 dias (período de tempo que demora a mudar os padrões de energia). Leia mais sobre mantras aqui.


Usar ao pescoço

Colocar um japamala ao pescoço é a forma mais conveniente e confortável de usar.

Não só é um instrumento de meditação muito útil, mas também é um acessório que proporciona equilíbrio e bem-estar para além de que é uma peça lindíssima e natural. Um japamala é composto por madeiras, sementes e pedras naturais e cada um deles tem um simbolismo e propriedades de cura metafísica. Um japamala pode ajudá-lo a aliviar o stress e a ansiedade, o medo e as preocupações do dia-a-dia. Pode ajudar a aumentar a autoconfiança, a felicidade, a determinação e sobretudo o autoconhecimento. Os benefícios são inúmeros.


Usar no pulso

Existem dois tipos de japamala que pode usar no pulso.

O primeiro é o japamala de pulso, as pulseiras, compostas por 18, 21 ou 27 contas. Pode usar uma ou várias, de vários materiais, simbolismos e cores, e colocar intenções em cada uma delas. Ao longo do dia toque nos japamalas para se recordar das suas afirmações positivas.

O segundo japamala é o colar de 108 contas que se usa enrolado. Pode dar as voltas que forem necessárias desde que não aperte o pulso para não magoar nem partir o japamala. O tassel (a franja) geralmente é "entalada" por dentro das contas para não se sujar ou danificar.

Se mexer em água ou praticar um exercício físico deve remover do pulso para não danificar.

Há sempre a dúvida em qual pulso se deve usar um japamala, o esquerdo ou o direito. Não existe o "lado ideal", use como se sentir mais confortável. Algumas práticas na Índia defendem o uso do japamala no pulso direito, enquanto que no Tibete usam quer no pulso direito, quer no esquerdo.



Namasté

Artigos relacionados


O que é um Japamala?

O que é um Japamala?

Os japamalas ou malas (pronunciado como "mâlâs"), são colares de contas geralmente usados para a contagem da repetição de mantras, intenções, orações ou nomes de divindades. Surgiu no séc. VIII a.C. e é uma palavra sânscrita em que (...) Ler mais

  • 0
Japamalas - Limpeza Energética

Japamalas - Limpeza Energética

Acredita-se que, independentemente dos materiais utilizados, usar e manusear um japamala absorve e transmuta energia. Por isso, é importante limpar energeticamente o japamala de vez em quando, e sempre que se adquire (...) Ler mais

  • 0
O Tassel e o Significado das Cores

O Tassel e o Significado das Cores

O tassel (pendão de franjas) é um dos elementos principais num japamala hindu ou budista. Simboliza a unidade e a conexão com o Divino. No hinduísmo representa também o quarto estado de Turiya (consciência pura), o desejo de (...) Ler mais

  • 0