O Tassel e o Significado das Cores



O tassel (pendão de franjas) é um dos elementos principais num japamala hindu ou budista.

Simboliza a unidade e a conexão com o Divino. No hinduísmo representa também o quarto estado de Turiya (consciência pura), o desejo de cultivar Prana (energia vital) e o anseio de Moksha (libertação). Já no Budismo indiano e japonês, representa as raízes da flor de lótus lembrando que sem lama não há lótus.

Sempre teve, ao longo da história da humanidade, uma grande simbologia, tendo servido, em tempos antigos, como talismã de protecção, amuleto de sorte, adorno de prestígio e de ostentação.

Nos colares de 108 contas está localizado logo abaixo da conta Meru. Tradicionalmente é feito de fios de algodão ou seda e existe em diversas cores, tamanhos e espessuras. Alguns podem ser encontrados decorados com uma capa em metal.

Também as cores têm uma forte simbologia espiritual e física:


 BRANCO 

É a cor da pureza, da verdade, da paz, da reverência, da limpeza espiritual, da cura, da protecção, da humildade, da clareza, da inocência, da completude e da fé. É a cor mais completa e pura de todas, a cor perfeita. Tem o poder de reflectir e expandir a energia das outras cores, sejam positivas ou negativas.

Ideal para limpar a mente, corpo e espírito, para quem procura paz, serenidade e cura, abrir caminho para a criação ou limpar e purificar pensamentos e emoções.

É uma cor que refresca e fortalece todo o sistema energético, contudo, muito branco deve ser usado com alguma moderação pois está associado ao vazio.


VERMELHO

É a cor do fogo, da paixão, da sexualidade, do amor, do poder e do desejo. Tem um efeito estimulante e está associada à vida (sangue) e à vitalidade.

Ideal para quem procura aumentar o entusiasmo na vida, encontrar um rumo ou aumentar a coragem.

Por estar também associada à agressão, deve ser utilizada com moderação.


LARANJA

É a cor da criatividade, da diversão, da abundância, do instinto, do trabalho, da espontaneidade, do envolvimento, da determinação, do sucesso, da felicidade e da vitalidade. Ajuda a quebrar barreiras nos relacionamentos, a aumentar a imunidade e a energia sexual.

Ideal para quem pretende aumentar a confiança e a compreensão, melhorar o relacionamento com os outros, recuperar do sofrimento, assimilar novas ideias ou recuperar forças em tempos difíceis.

É talvez a cor mais rejeitada e menos usada de todas, mas pode ser usada sem limites porque aumenta a jovialidade e a felicidade.


AMARELO

É a cor do optimismo, do intelecto, da alegria, da energia, da força interior, do idealismo, da positividade e da esperança. Tem um poder energizante e desperta o "sol" interior.

Ideal para quem quer aumentar a alegria de viver ou impulsionar a força interior.

Por estar também associada à cobardia, deve ser utilizada com moderação.


VERDE

É a cor do amor universal, da compaixão, da natureza, do crescimento, das oportunidades, da saúde, da juventude, da fertilidade, da renovação, da harmonia, do dinheiro e da boa sorte. Tem uma energia calmante e harmoniosa.

Ideal para quem procura transformação pessoal, renovação, criar prosperidade e crescimento na vida ou precisa de novos começos. Como cor da cura, é benéfica em todas as situações de cura.

Por estar também associada à inveja, deve ser utilizada com moderação.


AZUL

É a cor da verdade, da harmonia, da tranquilidade, da comunicação, da lealdade, da inspiração, da expressão, da paz, da confiança e da fé. Tem a energia da cura e da verdade.

Ideal para quem procura tranquilidade e calma na vida, para praticantes de meditação e para quem passa por situações de stress.

Por estar também associada à tristeza e depressão, deve ser utilizada com moderação.


INDIGO

É a cor da intuição, do relaxamento, da percepção, do poder, do psiquismo, da ressurreição, do conhecimento, da ambição, da sinceridade, da devoção, da justiça e da sabedoria. Tem a energia das habilidades psíquicas e é a cor dos registos akáshicos e da Nova Era.

Ideal para quem quer melhorar a qualidade e clareza de pensamento, desenvolver a intuição, aumentar a concentração em momentos de introspecção e meditação ou para quem procura a verdade espiritual.

Por estar também associada a fanatismos e vícios (quaisquer que sejam), deve ser utilizada com moderação.


COR-DE-ROSA

É a cor do amor incondicional, da compaixão, da ternura, da suavidade, da delicadeza e da feminilidade. Tem a energia da amizade e da hospitalidade.

Ideal para quem procura mais amor e ternura na vida ou para aumentar a energia feminina.

É uma cor que pode ser usada sem limites pois equilibra o espírito e a matéria.


ROXO

É a cor da sabedoria sagrada, do futuro, da nobreza, da harmonia, dos sonhos, da iluminação, da transmutação, da imaginação e da espiritualidade. De todas as cores, é a que tem maior vibração e tem o poder de equilibrar o espírito e o físico.

Ideal para quem procura o significado da vida ou realização espiritual ou pretende desenvolver o discernimento para alcançar um estado superior de consciência.

É uma cor que deve ser usada com moderação pois agrava a depressão a quem é mais vulnerável a estados depressivos.


VIOLETA

É a cor da consciência superior, da iluminação, da magia, do mistério, da realização e cura da mente, corpo e espírito e da consciência do Eu, do Universo e da Espiritualidade. Apesar de menos intensa que o roxo, tem uma energia semelhante. É a cor da chama violeta de Saint Germain.

Ideal para quem procura iluminação espiritual, expandir a consciência ou fortalecer a intuição.

É uma cor que pode ser usada sem limites porque tanto desenvolve as habilidades psíquicas e a iluminação espiritual, como ao mesmo tempo, mantém a ligação à terra (grounding).

CASTANHO

É a cor da terra e dos solos férteis, da praticabilidade, do estudo, da paz interior, da estabilidade, do sucesso material, da força, do estar no aqui e agora, da autoconsciência, do foco e da concentração. É a cor da conexão com a mãe Gaia.

Ideal para quem procura equilíbrio e ancoramento (grounding).

É uma cor que pode ser usada sem limites porque mantém o utilizador com os "pés assentes na terra" oferecendo bom senso.


CINZENTO

É a cor da formalidade, do compromisso, da solidez, da responsabilidade, da calma, do controlo, da dignidade, do autorespeito e das possibilidades. Tem um efeito estabilizador em contacto com outras cores, suavizando as mais fortes e brilhantes e iluminando as mais suaves e neutras.

Ideal para quem procura opções na vida ou quer libertar-se do caos (seja ele qual for) recuperando a calma e compostura.

Por estar também associada à solidão e ao isolamento, deve ser utilizada com moderação ou em combinação com outras cores.


PRETO

É a cor do desconhecido, da elegância, do poder, da sedução, da sexualidade, do mistério, da magia, da protecção, do luto, da seriedade e da transformação. Ajuda a promover meditações profundas.

Ideal para quem quer receber revelações ou procura protecção.

Por estar também associada ao mal, por exemplo magia negra, deve ser utilizada com moderação.


DOURADO

É a cor da riqueza, da compreensão, da sorte, da abundância, da resistência, da confiança, da energia masculina e da coragem. Relembra que o acaso não existe.

Ideal para quem quer abrir caminho à abundância ou às energias de coragem.

É uma cor de cura tão poderosa que muitos utilizadores não conseguem suportá-la inicialmente e deve ser usada em combinação com outras cores.


PRATEADO

É a cor da abundância, da clarividência, da purificação, da riqueza, do prestígio, da intuição e da energia feminina. Tem uma energia de protecção bumerangue que reflecte e devolve à origem todas as energias, sejam positivas ou negativas.

Ideal para quem quer limpar e libertar bloqueios mentais, físicos e emocionais ou restaurar o equilíbrio e a estabilidade.

Se por um lado é uma cor associada à indecisão e incapacidade de compromisso devendo por isso ser utilizada com moderação, por outro é uma cor que ilumina e reflecte as energias das outras cores se usadas em simultâneo.



Namasté!

Artigos relacionados


Como Utilizar um Japamala

Como Utilizar um Japamala

Embora muitos praticantes utilizem o japamala ao pescoço durante a meditação, a forma mais comum é segurar o japamala com a mão. Escolha um ambiente calmo, relaxado e "desligue-se" do mundo por uns instantes. Silencie o telemóvel e (...) Ler mais

Japamalas - Porquê 108 contas?

Japamalas - Porquê 108 contas?

O número 108 é transversal a diversas culturas, religiões, filosofias e áreas de conhecimento. É um número que liga o mundo antigo ao mundo moderno e é considerado por muitos um número sagrado, mas o que significa? Existem inúmeros (...) Ler mais

Anatomia do Japamala

Anatomia do Japamala

O primeiro colar de contas encontrado remonta há cerca de 42.000 anos, mas acredita-se que o seu uso surgiu por volta do séc. VIII a.C. na Índia. A sua utilização teve origem no Budismo e no Hinduísmo, tendo ficado globalmente (...) Ler mais

Produtos relacionados