INFORMAÇÃO - ENVIOS    


{ACTUALIZAÇÃO 04.05.2020}

Prevenção Covid-19: Informamos que iremos manter algumas alterações nos envios que irão ser normalizados muito gradualmente.

Assim, os envios serão efectuados: em correio registado (envios à 3ª e 5ª feira com confirmação de pagamento até à véspera) e correio verde (envios diários).

De salientar que o correio verde não tem registo, e embora os extravios sejam pouco comuns, devem ser considerados (não nos responsabilizamos em caso de extravio).

Pedimos a vossa compreensão para as medidas tomadas que não são as ideais mas, de momento, são as únicas que não nos colocam em risco (e a todos)

e a mais viável para que continuem a receber as vossas ferramentas de meditação e oração.


"Estamos todos juntos. Somos todos UM"


Gratidão 🙏 💗


Símbolos E-I (Significados)


(ler Símbolos A-D)


E


Elefante Sagrado - O elefante é visto como um animal sagrado tanto no hinduísmo como no budismo. Representa a beleza, o poder, a dignidade, a inteligência e a paz, e, como símbolo, é considerado um amuleto de boa sorte e boa fortuna. É adorado, não directamente, mas indirectamente pelas suas qualidades que as pessoas almejam alcançar. É extremamente forte e poderoso, tem uma natureza firme sobre ele, assim que se estabelece num caminho é imparável, é silencioso, ouve muito mais do que o que comunica, é um gigante gentil, podia ser facilmente destrutivo, mas não faz parte da sua natureza, podia dominar, mas prefere ser pacífico e tranquilo. No hinduísmo, os deuses são a personificação desses atributos, tal como Ganesha, o deus removedor de obstáculos. No budismo, é sinónimo de presságio divino. Conta a lenda que a mãe de Buda sonhou com um elefante branco que entrou no seu útero quando esta estava grávida.  Utilizado em diversos rituais budistas, e não só, na Ásia, é frequente fazerem-se oferendas para receber bençãos de sorte, longevidade, boa saúde e força. Como peças de decoração ou tapetes, o elefante tem uma função de protecção contra o azar. Em paredes, (panos, quadros, etc), o elefante afasta a negatividade e convida somente o bem a entrar no espaço. Utilizado em bijuteria, funciona como um lembrete para permanecer forte, manter a paz e atrair a sorte.


Estrela de David - Também conhecido como Selo de Salomão. É uma estrela de seis pontas e símbolo da identidade judia e do judaísmo. Representa dois triângulos cruzados, simbolizando o masculino e o feminino, a união da carne e do espírito e os princípios activo e passivo. De acordo com o judaísmo, as seis pontas e o centro totalizam o número sete que representa simbolicamente os seis dias da criação e o sétimo dia de descanso. Já na Cabala, as seis pontas da estrela de David representam as seis direcções e o centro representa o espaço.


Estupa - Monumento que é símbolo da iluminação. Representa a mente de todos os seres iluminados. Contém no seu interior relíquias de Budas, escrituras, incensos, objectos preciosos, orações, etc. É fonte de energia positiva, paz, prosperidade e harmonia entre os seres e a natureza.


F


Fadas - As fadas são elementais da natureza e estão por toda a parte. São guardiões das plantas e das flores. Tal como os anjos, são seres interdimensionais que vivem num reino entre reinos. São seres de luz que existem em diferentes níveis de vibração.  Diferem dos anjos porque estão muito mais próximas do plano da Terra e têm egos. Enquanto que os anjos trabalham para realizar a vontade divina e servir a humanidade, as fadas trabalham para servir, cuidar e nutrir a Terra.  Acredita-se que já tenham vivido como seres físicos, mas ao testemunharem a consciência cada vez mais violenta da humanidade, escolheram "desaparecer" para uma dimensão que, nós humanos, desconhecemos. Estão ligadas às energias da magia e da intuição. Quem deseja trabalhar com fadas deve vibrar em amor e ter o desejo de servir e ajudar a natureza.


Flor da Vida - Símbolo de energia e de criação da vida, a flor da vida pertence à geometria sagrada que defende a ideia de que tudo está interrelacionado e faz parte de um plano divino e geométrico. Todas as estruturas conhecidas, símbolos e até o nosso próprio ADN estão aqui contidos na Flor da Vida. Constituída por 19 círculos no total, nem mais nem menos, sobrepostos e interligados que iniciam num círculo central. Este círculo central representa a fonte. Ao seu redor encontram-se outros 6 círculos que representam o processo de divisão celular. Assim, a Flor da Vida, representa o ciclo da criação, mostra que todas as formas de vida e consciência surgem de uma fonte. Apesar do seu nome remeter para uma flor, na verdade, representa o ciclo de uma árvore de fruto que cresce em botões florais e que, eventualmente, se transformam em frutos. O fruto dá a semente originando novas árvores. Um ciclo que transforma a flor da árvore em fruto e novamente em árvore e que revela o milagre da vida. A estrutura circular deste símbolo cria uma espécie de ilusão de óptica, como se se movimentasse constantemente. Observando de perto, diferentes formas e padrões tornam-se visíveis. Conectando determinadas intersecções surgem outros símbolos muito conhecidos na geometria sagrada, como o Cubo de Metatron, a Árvore da Vida ou a Semente da Vida. Muitas culturas utilizaram o símbolo da Flor da Vida com pleno conhecimento, directo ou indirecto, da sua simbologia e poder e, ainda hoje, pode ser encontrado, gravado ou pintado, em templos, cemitérios, igrejas, manuscritos, objectos de arte e edifícios seculares por todo o mundo. No Egipto, a Flor da Vida está gravada nalgumas partes das Pirâmides e no interior de alguns templos. Também pode ser encontrada na Cidade Proibida (China) e em diversos templos, mosteiros e igrejas em Itália, Dinamarca, Áustria, Alemanha, Grécia e Índia. Utilizado em bijuteria, diz-se que estimula a ordem, a harmonia e a vitalidade. Traz simetria à vida do utilizador.


Flor de Lótus - Um dos símbolos sagrados mais antigos e profundos do planeta. Nos ensinamentos budistas e hindus, a flor de lótus simboliza o nascimento divino, o crescimento espiritual e a pureza de coração. Cada fase de crescimento representa uma fase diferente da iluminação. A lama representa a escuridão, o mundo de dor e sofrimento onde o ser humano nasce mas que faz parte da experiência humana e é vital no sentido em que nos ensina a fortalecer e a resistir ao caminho do mal. A lama ensina a escolher o caminho certo lembrando quem realmente somos. A flor de lótus representa o renascimento em todos os sentidos. Pode ser o renascimento literal (como uma reencarnação) ou uma renovação de crenças, a aceitação de Buda, uma mudança de ideologia, a capacidade de reconhecer os erros do passado. Uma flor de lótus fechada simboliza o tempo-sombra antes de um seguidor encontrar Buda ou o esclarecimento. Totalmente florescida e aberta, simboliza a auto-consciência e a iluminação completa. Utilizado em bijuteria, diz-se que ajuda no crescimento e desenvolvimento espiritual. Os significados da flor de lótus também se estendem às cores da flor: Branca - simboliza a pureza da mente e a perfeição do espírito. Está associada à pacificação da própria natureza e é considerada o útero do mundo; Vermelha - refere-se ao amor e à compaixão; Azul - simboliza o senso-comum, a sabedoria, o conhecimento, aprendizagem e a inteligência. Este lótus nunca está totalmente aberto e o seu centro nunca é visto, o que representa a contínua necessidade de aprendizagem e expansão da mente para alcançar a iluminação; Rosa - simboliza a história e as lendas históricas de Buda. É o lótus supremo, o verdadeiro lótus de Buda; Roxa - representa o misticismo e a espiritualidade. As 8 pétalas deste lótus representam o nobre caminho óctuplo, um dos principais ensinamentos de Buda; Dourada - é o símbolo da iluminação completa e total, representando especialmente Buda.


Fehu - Esta Runa é representada pelo número 1 e está ligada à letra F. Simboliza fortemente o dinheiro, o trabalho, as riquezas e a prudência com as conquistas materiais. Fehu, além de representar o lado profissional, traz também a figura da saúde e da posição social, fazendo com que as pessoas tenham uma forte influência para lutarem de forma desmedida pelo que querem. Forte influenciadora do esforço e das capacidades, mostra-se ligada à estabilidade, à segurança e ao equilíbrio trazido pela Casa 2, representante do conforto e do bem-estar, seja ligado ao relacionamento, às viagens ou até mesmo a uma herança.


G


Ganesha - Ganesha é a divindade sem forma. De acordo com a mitologia hindu, é filho de Shiva e Parvati. Gan significa grupo. O universo é um grupo de átomos e energias diferentes. Sem uma lei suprema que regesse esses diferentes grupos de entidades, o universo seria um caos. O Senhor de todos esses grupos de átomos e energias é Ganesha. É a consciência suprema que permeia tudo e traz ordem ao universo. Embora Ganesha seja adorado como o Deus da cabeça de elefante, a forma é apenas para representar o sem forma, o sem atributos, o não-nascido. Simboliza a consciência que é omnipresente, a energia da qual tudo se manifesta e em que tudo se dissolve. Conta a lenda, que Parvati zangada por ser sempre incomodada nos seus banhos, moldou um menino com pasta de açafrão para criar o seu próprio filho leal e pediu-lhe que guardasse a porta enquanto se banhava. Shiva, ao regressar, foi impedido de entrar pelo menino que desconhecia. Furioso, ordenou ao seu exército que lhe cortassem a cabeça. Porém, todos falharam. Shiva, surpreendido pelo poder do menino, resolveu ele mesmo cortar-lhe a cabeça, matando-o. Parvati, chocada e insultada, decidiu destruir toda a Criação, porém reconsiderou perante Brahma, o Deus da Criação, mediante duas condições: que Ganesha fosse trazido à vida e que fosse sempre adorado antes de todos os outros deuses. Shiva, percebendo o seu erro, pediu a Brahma que trouxesse uma cabeça de alguém que estivesse a dormir com a cabeça apontada para o norte, e assim trouxe uma cabeça de elefante forte e poderosa que Shiva prontamente colocou no corpo do menino, declarando ser o seu pai. E assim, nasceu Ganesha, o deus removedor de obstáculos, porque tal como os elefantes, não caminham em torno dos obstáculos nem são impedidos por eles, removem-nos e caminham em frente.


Grande Fraternidade Branca - A Grande Fraternidade Branca é uma "organização" hierárquica celestial, também conhecida como a Irmandade da Luz que actua na evolução dos seres vivos da Terra. É o governo oculto do mundo que existe no plano celestial e que prevalece sobre tudo o que ocorre na Terra, desde a criação à sustentação de todas as transformações para que se cumpra o Plano Divino. É composta por Mestres Ascensionados, Chohans, Anjos, Arcanjos, Elohins, Logos, Manus, Serafins, Querubins, Devas e Elementais que são os auxiliares e mensageiros cósmicos de Deus. Todos estão ascencionados na luz e unidos ao UM. Prevalecem sobre tudo o que existe no Universo infinito, em toda a sua extensão, para que se cumpra a Vontade Divina.


Guru (Conta) - ver Meru

H



Hamsá - Antigo símbolo que traz felicidade, sorte, saúde e prosperidade a quem o utiliza. O nome Hamsá significa literalmente 5 dedos e surge em 2 formas, igual a uma mão ou com os dois polegares simétricos. A primeira aparição deste símbolo remonta à antiga Mesopotâmia, de onde partiu para o Egipto para representar Osiris e Isis e, posteriormente, espalhou-se por diversas religiões por todo o mundo. No Budismo e Hinduísmo, simboliza a interligação dos chakras, o fluxo de energia no corpo, os cinco sentidos e os mudras que os afectam. Muito apreciada no Médio Oriente, a hamsá é utilizada como um amuleto. Embora o Alcorão vete o uso de amuletos, a hamsá é facilmente encontrada por seguidores do Islamismo. Para os muçulmanos, a hamsá é também conhecida como a Mão de Fátima, a filha preferida de Maomé, e representa os 5 pilares do Islão. Também popular entre os judeus, a hamsá é conhecida como a Mão de Miriam, irmã de Moisés e Araão e simboliza o Torá que é composto por 5 livros. É frequente encontrar-se a hamsá com um olho no centro (Olho do Mal, Olho Gordo ou até mesmo símbolos como o Olho Turco).


Hon Sha Ze Sho Nen - Um dos símbolos sagrados do Reiki e o terceiro ensinado nesta prática terapêutica. É o símbolo da cura à distância, do envio de energia Reiki através do tempo e do espaço.



(continuar a ler Símbolos J-R)


Artigos relacionados


Símbolos J-R (Significados)

Símbolos J-R (Significados)

A criação de símbolos é uma característica muito enraizada no ser humano desde tempos imemoráveis. Neste artigo serão explicados os significados dos símbolos que são utilizados ou frequentemente referidos no Namaskar. (...) Ler mais

Símbolos A-D (Significados)

Símbolos A-D (Significados)

A criação de símbolos é uma característica muito enraizada no ser humano desde tempos imemoráveis. Neste artigo serão explicados os significados dos símbolos que são utilizados ou frequentemente referidos no Namaskar. (...) Ler mais

Runas de Odin: O que são, o que simbolizam e como se utilizam

Runas de Odin: O que são, o que simbolizam e como se utilizam

A palavra Runas significa “sabedoria secreta” e são um código de mensagens antigo oferecido à Humanidade pelo Deus central da mitologia nórdica, Odin. As Runas contêm um poder mágico e profético e popularizaram-se como uma ferramenta (...) Ler mais

Produtos relacionados