Lápis-Lazuli - A Pedra da Verdade



Palavras-Chave: Visão Interior, Comunicação Verdadeira, Virtudes Reais

Elementos: Ar

Chakras: Terceiro Olho, Laríngeo


O Lápis-Lazuli é um silicato de sódio e alumínio com enxofre, cloro e hidroxila com inclusões variáveis de Pirite e Calcita Branca. Tem uma dureza de 5 a 6 na escala de Mohs.

Os antigos gregos e romanos chamavam a esta pedra de Sapphirus até o nome Lápis-Lazuli começar a ser usado na Idade Média. Em latim, o nome significa "pedra azul" e veio da antiga palavra persa Lazhuward, que significa azul.

Os maiores depósitos de Lápis-Lazuli encontram-se no Chile, Rússia, Itália, E.U.A, Egipto e Médio Oriente sendo que os melhores exemplares encontram-se a oeste do Afeganistão.

Os antigos egípcios usavam esta pedra em escaravelhos, contas, pingentes e outras jóias desde há, pelo menos, 3100 a.C. Era também transformado em pó para fins medicinais e utilizado como sombra para os olhos. O sarcófago dourado do faraó Tutankamon é ricamente decorada com Lápis-Lazuli, tal como foram outros sarcófagos egípcios.

Na antiga Suméria era considerado uma pedra da realeza e durante a renascença europeia foi amplamente usado para esculpir objectos de arte. Na China é muito apreciado desde há 2500 anos.

As crenças budistas recomendavam o uso do Lápis-Lazuli como uma pedra para trazer paz interior e libertação de pensamentos negativos.


Características

O Lápis-Lazuli transporta as vibrações da realeza e da espiritualidade, dos "reis" interiores que estão enterrados dentro de nós.

Para os que desejam despertar o aspecto do Eu, é um cristal auxiliar resoluto para a jornada interior profunda. Conhecer-se profundamente é ressuscitar a sua natureza divina.

É uma pedra de percepção visionária, trazendo novas informações para a mente em imagens em vez de palavras.

Melhora a habilidade intelectual, tornando a pessoa num leitor e professor melhorados.

É uma pedra da verdade e uma influência estimulante para o chakra Laríngeo, auxiliando a pessoa tanto a discernir como para falar a verdade em todas as situações.

Também é um cristal de iniciação e pode ser o catalisador de uma viagem mística para uma percepção mais elevada.

Particularmente atraente para pessoas com vidas passadas ligadas ao Antigo Egipto, e meditar com esta pedra pode auxiliá-los a resgatar memórias dessas vidas, ajudando-os na evolução da encarnação actual.

Como pedra poderosa do elemento Ar, funciona predominantemente no chakra do Terceiro Olho, com um efeito secundário dependendo das inclusões minerais do exemplar. As inclusões de Pirita auxiliam a agir a partir dos ideais e visões mais elevadas. Já as inclusões de Calcita ajudam a limpar os sistemas de energia do corpo para acomodar as energias espirituais mais elevadas.

É um cristal que possui uma enorme serenidade e é a chave para a realização espiritual.

Harmoniza os níveis físico, emocional, mental e espiritual. Os desequilíbrios entre estes níveis podem resultar em depressão, emoções reprimidas, sentimentos bloqueados, desequilíbrios físicos, pensamentos negativos e falta de sentido. Quando em equilíbrio, a harmonia da pessoa traz um profundo autoconhecimento interior.


Plano Espiritual

Activa os centros psíquicos do chakra do Terceiro Olho, permitindo que a pessoa desenvolva uma intuição melhorada e tenha acesso à orientação espiritual.

Auxilia no contacto com os Deuses e oferece inspiração divina.

Activa a mente mais elevada e as habilidades psíquicas.

É a pedra do investigador espiritual e do estudante, estimulando o desejo da pessoa por conhecimento e compreensão.

Pode ajudar na aprendizagem com mais eficiência e é excelente para melhorar a memória.

É uma das melhores pedras para a exploração de vidas alternativas e passadas.

Útil no acesso aos registos akáshicos para que a pessoa possa receber informação sobre a sua vida em civilizações que valorizaram e usaram o Lápis-Lazuli, incluindo a Atlântida, o Antigo Egipto, Peru, Suméria, Índia, entre outras. Pode ajudar a readquirir conhecimento esotérico perdido dessas civilizações, inclusive informações sobre a origem estelar da humanidade.

Acima de tudo, é um cristal de autoconhecimento e de reflexão.

Ajuda a pessoa a sair da mente mundana e a entrar numa percepção expandida das suas motivações e crenças. Esse conhecimento do Eu proporciona uma perspectiva clara sobre a sua vida e criações.

Capacita a pessoa a identificar os seus dons e habilidades, e também as suas limitações e oportunidades de crescimento.

Oferece a oportunidade para um balanço da vida antes da morte, permitindo que a pessoa integre as suas experiências para que possa ir para um nível de percepção mais elevado.

Melhora as viagens meditativas.

É uma pedra de clarividência e predição.

Estimula a iluminação e o trabalho com os sonhos.

Facilita as viagens espirituais e proporciona poder pessoal e espiritual.

É uma pedra protectora que entra em contacto com os espíritos guardiões.

Reconhece o ataque psíquico, bloqueando-o e devolvendo-o à sua origem.

Ensina o poder da palavra falada e pode inverter maldições ou patologias causadas por não se ter falado no passado.


Plano Mental

Encoraja a tomar conta da vida.

Revela a verdade interior, encoraja a autoconsciência e permite a autoexpressão descomprometida.

Se a raiva reprimida estiver a provocar dificuldades na garganta ou na comunicação, o Lápis-Lazuli liberta-a.

Poderoso amplificador de pensamentos.

Estimula as faculdades superiores da mente, trazendo objectividade e clareza.

Encoraja a criatividade, entrando em sintonia com a fonte.

Ajuda no confronto com a verdade, onde quer que ela se encontre, e a aceitar aquilo que ela tem para ensinar.

Ajuda na expressão de opiniões e harmoniza o conflito.

Ensina o valor da escuta activa.


Plano Emocional

Permite que a pessoa olhe para o lado brilhante das questões difíceis.

Alivia mágoas emocionais e facilita a eliminação de relacionamentos, padrões emocionais e pesares obsoletos.

Ajuda a pessoa a movimentar a sua consciência além do mundano e concede a identificação de hábitos, padrões e lições que possa ter dificuldade em entender conscientemente e que podem estar a bloquear o seu progresso espiritual.

Contém as qualidades da honestidade, compaixão e rectidão da personalidade.

Fortalece os relacionamentos de amor e de amizade e ajuda na expressão de sentimentos e emoções.

Dissolve o martírio, a crueldade e o sofrimento.

Utilizado sob a forma de elixir, dissolve as barreiras emocionais.


Plano Físico

Ajuda na identificação das raízes cármicas das doenças.

Pode ser particularmente útil na identificação de hábitos e padrões de pensamento e emoções que sabotam a cura.

Liberta rapidamente o stress, trazendo uma paz profunda.

Alivia a dor, especialmente as da enxaqueca.

Ajuda a ultrapassar a depressão.

Benéfica para os sistemas respiratório e nervoso.

Limpa os órgãos, a medula óssea, o timo e o sistema imunitário.

Ajuda a ultrapassar a perda de audição.

Purifica o sangue.

Incentiva o sistema imunitário.

Benéfica para a garganta, laringe e tiróide.

Alivia as insónias e as vertigens.

Diminui a pressão arterial.


Como Usar

O Lápis-Lazuli deve ser posicionado acima do diafragma, entre o esterno e o topo da cabeça.

Oferecer um cristal de Lápis-Lazuli a alguém pode ser um catalisador de uma viagem mística para uma percepção mais elevada. É por isso considerado um cristal de iniciação.

Utilizado sob a forma de elixir, dissolve as barreiras emocionais. Uma vez que o Lápis-Lazuli é uma pedra tóxica (contém alumínio, cobre e enxofre), o elixir deve ser sempre preparado através do método indirecto.

Coloque ou use sobre os chakras Laríngeo e do Terceiro Olho.


Limpeza energética

Antes de utilizar um Lápis-Lazuli que tenha adquirido, seja uma pedra ou acessório (um japamala, por exemplo) deverá sempre proceder a uma limpeza energética.

Opte sempre por limpezas "secas", com o fumo do incenso, som, decretos, luar, etc.



Fonte(s): Crystal Bible de Judy Hall, The Book of Stones de Robert Simmons e Naisha Ahsian

Artigos relacionados


Hematite - A Pedra do Grounding

Hematite - A Pedra do Grounding

É a mais eficiente pedra de grounding (enraizamento). Ajuda a pessoa a aterrar no corpo e no mundo físico. Pode neutralizar a sensação de estar aéreo ou confuso, ajudando a pessoa a ver questões práticas e ir em frente com acções (...) Ler mais

Natal no Budismo

Natal no Budismo

Para os budistas, de qualquer parte do mundo, seja no oriente ou no ocidente, é-lhes muitas vezes, nesta época, colocada sempre a questão "os budistas celebram o natal?". Claro que sim. Mas como é que um não-cristão pode (...) Ler mais

Produtos relacionados