Japamalas - Limpeza Energética



Acredita-se que, independentemente dos materiais utilizados, usar e manusear um japamala absorve e transmuta energia.

Por isso, é importante limpar energeticamente o japamala de vez em quando, e sempre (sempre), que se adquire um novo.


Existem várias formas de limpar. Eis algumas bastante práticas e simples:

- Acenda um incenso ou aglomerado de ervas do seu agrado e passe o japamala pelo fumo algumas vezes energizando-o com bons pensamentos. A intenção é tudo. Vire-o várias vezes para que o fumo penetre em todos os lados.

- Pode passar pela chama de uma vela branca num movimento rápido para não queimar (e com especial atenção ao tassel). O fogo transmuta as energias negativas e a vela branca purifica.

- O sol tem imensos benefícios energéticos. Deixe o japamala ao sol a limpar e carregar com energias positivas. Não deixe mais do que 2 horas para não danificar o japamala.

- A lua, também é largamente mencionada como uma excelente técnica de limpeza, e é de facto, mas é preciso fazer coincidir a limpeza com a fase da lua cheia. Coloque o japamala ao ar livre ou na janela para ser banhado pelo luar a noite toda. Não se esqueça de o retirar antes do amanhecer e tenha especial atenção à humidade da noite. Se necessário coloque uma toalha ou um pano por cima.

- O som é uma técnica fantástica para remover impurezas energéticas. Podem ser utilizadas taças tibetanas, tingshas (címbalos tibetanos), gongos, etc. O som emite uma vibração poderosa que vai fazer com que os japamalas libertem as impurezas.

- Os praticantes de Reiki também podem fazer a limpeza energética dos cristais. Praticantes de 2ª nível podem utilizar os símbolos de cura mental e emocional e o intensificador do poder.

- Podem ser utilizados Pedras de limpeza para limpar os cristais! A Selenite tem excelentes capacidades de limpeza, mas a cornalina é muito mais eficaz e tem dupla função, limpa e recarrega.

- Muito se fala da água com sal para limpezas energéticas e sem dúvida que é eficaz, mas em certas situações deve ser evitado. Limpezas de japamalas é uma delas. O sal corrói todas as peças metálicas, fragiliza o cordão e o tassel, as pedras naturais perdem o brilho, as madeiras absorvem a água e têm tendência a apodrecer assim como as sementes.



Namasté

Artigos relacionados


Como Utilizar um Japamala

Como Utilizar um Japamala

Embora muitos praticantes utilizem o japamala ao pescoço durante a meditação, a forma mais comum é segurar o japamala com a mão. Escolha um ambiente calmo, relaxado e "desligue-se" do mundo por uns instantes. Silencie o telemóvel e qualquer (.. Ler mais

O que é um Japamala?

O que é um Japamala?

Os japamalas ou malas (pronunciado como "mâlâs"), são colares de contas geralmente usados para a contagem da repetição de mantras, intenções, orações ou nomes de divindades. Surgiu no séc. VIII a.C. e é uma palavra sânscrita em que (...) Ler mais

Anatomia do Japamala

Anatomia do Japamala

O primeiro colar de contas encontrado remonta há cerca de 42.000 anos, mas acredita-se que o seu uso surgiu por volta do séc. VIII a.C. na Índia. A sua utilização teve origem no Budismo e no Hinduísmo, tendo ficado globalmente (...) Ler mais

Produtos relacionados