De Onde Vêm as Propriedades dos Cristais?


A prática moderna e a crença no que geralmente se chama de Pedras de Cura tiveram origem em muitas fontes que se foram desenvolvendo ao longo dos tempos, atravessando povos, culturas e crenças. Desde que existimos que temos uma ligação próxima dos cristais. O uso de talismãs e amuletos remonta aos primórdios da humanidade. Descobertas arqueológicas colocam a utilização de cristais muito atrás na história, mas nada que date a sua primeira aparição e aplicação.


Cor

A cor tem vibração.

As cores desempenham um papel fundamental no motivo porque as pessoas são atraídas para uma determinada pedra. Cada cor contém uma vibração que ressoa com a energia da pedra e consoante a cor, e a pedra, as propriedades são diferentes. Podem estar relacionadas com os elementos, com os planetas ou com os chakras. Compreender a associação dos chakras é um excelente guia para as propriedades metafísicas das pedras. Os chakras estão associados a diferentes aspectos da vida e dos corpos físico, mental, emocional e espiritual.

As pedras de cura equilibram e ajudam a restaurar as energias nos chakras. Quando as pedras têm uma combinação de cores significa que tem outras energias adicionais, assim como uma relação com outros chakras.


Forma e Aparência

As propriedades do cristal também estão associadas à sua aparência e à forma como é afectada pela luz. A transparência indica receptividade e retém mais energia. Um cristal altamente reflectivo pode ser mais mental, emocional ou espiritual enquanto que um cristal de aspecto mais terroso pode ser mais material e indicado para grounding.

Os cristais desenvolvem-se em diversas formas interessantes, que de acordo com o pensamento metafísico e espiritual não são aleatórias ou coincidência.

Enquanto que alguns têm pontas e facetas, outros são arredondados ou simplesmente não têm uma forma definida. Alguns formam-se em agregados, outros formam-se sozinhos, alguns por camadas e outros em bolhas. Uns têm uma forma natural, outros são lapidados artificialmente de uma forma específica.

A sua formação diz muito sobre a energia que contém e acredita-se que esteja relacionada com a Geometria Sagrada.

Tal como as cores, cada forma tem os seus próprios atributos e aplicabilidade (à qual é somada a propriedade do respectivo cristal):

Ponta Única - Pode ser natural ou lapidada artificialmente. Apontada para dentro do corpo canaliza a energia para o mesmo, apontada para fora afasta a energia.

Terminação Dupla - Pode ser natural ou criada artificialmente. Pode emanar e absorver simultaneamente energia de ambos os lados, canalizando-a em duas direcções de uma só vez.

Drusa ou Agregado - Tem muitas pontas implementadas, mas não necessariamente fixas. Irradia a energia para o ambiente circundante.

Geode - Está envolto numa forma exterior, quando aberto é côncavo e contém muitos cristais pontiagudos no seu interior. Difunde a energia amplificada, suavizam-na sem a neutralizar e permitem que flua lentamente para fora.

Ponta Longa Natural - Assemelha-se a uma varinha, mas a sua formação é natural. Concentra a energia em linha recta. Transmite rapidamente a energia se estiver apontada para o corpo e afasta-a se estiver voltada para fora.

Fantasma - Parece conter um "fantasma" dentro do cristal. Coloca o passado em perspectiva, apontando o caminho para o crescimento e para a evolução.

Bola - Geralmente lapidada e pode conter faces ou imperfeições no seu interior. Emite energia em todas as direcções de forma homogénea.

Cubo - Consolida a energia na sua forma. É útil para ancorar a intenção e para estabelecer a ligação com a terra.

Pirâmide - Pode ser natural ou criada artificialmente. A pirâmide natural (p.ex. Apofilite) amplifica e em seguida concentra a energia através do vértice e é útil para programas de manifestação. A pirâmide lapidada artificialmente estimula e concentra as propriedades inerentes do cristal.

Ovo - Confina e molda a energia que pode ser utilizada para detectar e reequilibrar bloqueios no corpo. A zona mais bicuda é um instrumento útil de acupressão e reflexologia. É um excelente "relaxante de mãos" em momentos de stress.

Amorfo - Não tem uma forma definida. A energia flui rapidamente visto que o cristal amorfo não tem uma organização interna rígida. Possui um efeito forte e instantâneo.

Camadas ou Cristal de Placas - A formação dá-se por placas (p. ex. Lepidolite). É útil para trabalhar em diferentes níveis ao mesmo tempo visto que espalha energia por camadas. Pode ser útil para ir ao fundo das questões.

Tabular - Tem duas faces largas que resultam num cristal liso que pode ter terminação dupla. Alguns contêm cortes no seu interior que podem ser esfregados para activar a informação contida dentro deles. É um excelente instrumento de comunicação em todos os níveis. Diz-se que é o mais fino instrumento para comunicação com outros reinos. Activa outros cristais.

Elestial - Tem muitas terminações naturais e desdobra-se num cristal composto por múltiplas camadas. Contém uma energia que flui suavemente removendo bloqueios. Equilibra as polaridades e abre o caminho para a mudança necessária.

Inclusão - Forma-se, de um modo geral, a partir de um depósito de um outro cristal dentro de um Quartzo (p. ex. Clorite). Irradia a energia do cristal concentrada e amplificada pelo Quartzo que o envolve.

Abundância - Consiste num longo cristal de Quartzo com pequenos cristais agregados à sua volta assemelhando-se a uma drusa. Atrai riqueza e abundância para a vida sendo a sua melhor localização o canto da riqueza da casa (Feng Shui) que é o canto esquerdo mais afastado da porta de entrada da casa.

Gerador - Contém seis facetas que se encontram de forma homogénea numa ponta única afiada. Tem a forma ideal para gerar energia. Optimiza a energia curativa. Cada uma das pontas pode ser programada para um fim específico.

Manifestação - Raro e precioso. Um ou mais pequenos cristais encontram-se completamente envoltos num cristal maior. Útil para estimular a criatividade, o pensamento original, promover visões e invocar a cura planetária.

Quartzo Catedral - Quartzo de grande dimensão com múltiplas terminações com pelo menos uma ponta no vértice. Pode ser encontrado em pequenos fragmentos que mantêm as mesmas propriedades. Considerado a "Biblioteca de Luz". Ajuda a entrar em sintonia com o mundo universal e actua como receptor e transmissor do pensamento de grupo, que é ampliado para uma vibração mais intensa através do contacto com as energias puras do cristal. Permite o acesso aos registos akáshicos. Diz-se que se dá a conhecer de dois em dois mil anos para ajudar na evolução das consciência, aumentando a intensidade de vibração do pensamento.

Cristal Arquivista - Contém pirâmides gravadas na ponta ou nas pontas. São muitas vezes, ainda que não necessariamente, Quartzo Cristal. Excelente ferramenta para explorar o eu interior.

Cristal Gravado - Aquele cujas faces parecem ter sido inscritas com hieróglifos. Diz-se que é um cristal pessoal e que apenas deve ser usado por uma pessoa. Útil na terapia de vidas passadas e para a entrada em sintonia durante a formação espiritual e as iniciações efectuadas.

Quartzo Ceptro - Vara larga em volta de uma extremidade a partir da qual se formou outro cristal. Faz a ligação com a sabedoria dos tempos e facilita a canalização de vibrações elevadas. Ao gerar e amplificar energia, torna-se um excelente instrumento de cura actuando na origem do problema. De acordo com as lendas, este cristal era utilizado como símbolo de autoridade espiritual na Atlântida e na Lemúria e reemergiram para restituir o poder dos cristais ao presente.

Cristal de Activação ou Elo do Tempo - Semelhante a um gerador cuja ponta se inclina para a esquerda ou para a direita, embora existam alguns cristais contendo as duas inclinações num só. Ensina que o tempo é uma ilusão que utilizamos para organizar as nossas experiências enquanto nos encontramos na Terra. A inclinação à esquerda, transporta para o passado para explorar outras vidas e dimensões espirituais, enquanto que à direita transporta para o futuro ou futuros aparentes demonstrando que o futuro é aquilo que fazemos dele. Um par destes cristais torna-se um instrumento para sintetizar os hemisférios esquerdo e direito do cérebro e pode ser utilizado para curar perturbações de várias ordens nos diferentes lados do corpo, especialmente se causadas por danos ou disfunções cerebrais.

Diamante Janela - Contém superfícies lisas na ponta do cristal que são designadas de janelas. Facilita a clareza mental e a organização da informação recebida dos diferentes níveis da existência. Leva ao Eu interior mais profundo.

Auto-Regenerador - Cristal que se partiu revelando muitas pequenas terminações. Caracteriza-se por ter curado a fractura através da deposição de camadas de cristais frescos. É um cristal que contém um conhecimento auto-regenerador verdadeiramente impressionante. Ensina que podemos curar e voltar a ser um todo outra vez independentemente dos danos e das dores sofridas.

Linha do Tempo Ancestral - Tem uma saliência lisa perfeitamente incolor que vai da base ao vértice. Contém por vezes uma imperfeição que mostra onde se encontra exactamente a dor da família e até onde recua na linha ancestral. Entrar em sintonia com este cristal permite trazer à superfície a origem de uma patologia da família para que possa ser tratada e para que a cura seja reconduzida até ao momento anterior ao da manifestação da doença.

Entrada (Abertura) - Tem uma depressão no seu interior suficientemente grande para conter líquido. Possibilita a entrada noutros mundos e viajar através do passado, do presente e do futuro.

Chave (Abertura) - Tem uma reentrância ou abertura numa das suas faces que se estreita à medida que penetra no cristal. A abertura pode ter, ainda que não necessariamente, três ou seis lados. Útil para afastar qualquer coisa que esteja a retrair a alma ou para o corte de laços.

Caminho da Vida - Tem uma forma longa, esguia de Quartzo com um ou mais lados completamente lisos. Permite aceder à finalidade da vida, ajudando a deixar o tempo seguir o seu curso, abrindo caminho para a felicidade e para o destino espiritual. Ajuda a seguir o que a alma quer e não o que o ego quer.

Quartzo Espiral - Quartzo com uma torção ao longo do seu eixo. Benéfico para manter o equilíbrio seja em que nível for. Atrai energia universal para o corpo e é uma pedra de ancoramento (grounding). Limpa qualquer bloqueio de energia.

Placa de Quartzo - Forma-se numa camada incolor e lisa, muitas vezes entre dois cristais. Facilita a comunicação e permite o acesso aos registos akáshicos. Encoraja a utilização máxima do potencial psíquico.

Cristal Par - Tem dois cristais gémeos que crescem parcialmente um dentro do outro ou um pequeno cristal que cresce fora do cristal principal. Apoia e proporciona um grande conforto, particularmente durante períodos difíceis. Ajuda a compreender melhor uma relação e a reconhecer de que forma um parceiro pode apoiar o outro.

Alma Gémea ou Gémeo Tântrico - Consiste num par de cristais com, aproximadamente, as mesmas dimensões que crescem a partir de uma base comum unidos ao longo de um dos seus lados mas com terminações distintas e separadas. Benéfico para todos os tipos de relações. Ensina como ser único e independente mantendo a união numa parceria de igualdade.

Barnacle - Contém muitos pequenos cristais a cobrir total ou parcialmente o cristal maior. Diz-se que é o cristal da "alma antiga" cuja sabedoria atrai os cristais mais novos. Útil para proporcionar uma energia de grupo coesa, promovendo o trabalho em grupo e melhorando o propósito comum. Extremamente confortante após a morte de um ente querido.

Ponte - Desenvolve-se a partir de um outro cristal, maior. Utilizado para unir o mundo interior ao exterior, o Eu Superior ao ego, o Eu e a outra pessoa.

Cruz - Tem um cristal disposto em ângulos rectos com outro cristal, geralmente de dimensão superior. Abre uma multiplicidade de mundos e facilita o estudo espiritual. Limpa e activa os chakras.

Buda - Distingue-se através de uma formação que se assemelha a um Buda sentado no quadrante superior do cristal. Forma~se em cristais claros, tais como Quartzo e Danburite. Excelente para a abertura de espírito e para estados profundos de meditação. Ajuda a seguir o caminho e actua como um guia nos mundos físico, mental e espiritual.

Canalizador - Tem uma faceta com sete lados na frente da terminação e uma faceta triangular no lado oposto. Canaliza a energia curativa e ajuda na expressão do que se aprendeu.

Transmissor - Tem duas facetas com sete lados e dois triângulos perfeitos entre as mesmas. Podem ser utilizados para enviar poderes curativos a longa distância ou para transmitir energia ou pensamento. Abrem a intuição e atraem sabedoria e a comunicação com os reinos superiores.

Transcanalizador - Combinação rara de cristais canalizadores e transmissores. Extremamente criativo, dedicado ao serviço da humanidade e que pode aceder à mais elevada sabedoria pessoal e colectiva, trazendo consciência intuitiva a qualquer situação.

Pedra Vidente - Polida naturalmente pela água e cortada artificialmente para revelar o seu interior. Mostra o passado, o presente e o futuro. Leva a aprofundar o conhecimento sobre o Eu.

Ísis - Tem uma face dominante com cinco lados com uma ponta alta afiada parecida com uma ponta de uma flecha. Útil para curar qualquer elemento que esteja partido - corpo, mente, emoções ou espírito. Integra as energias espirituais no corpo emocional, trazendo equilíbrio e emoções alegres. Leva à profundeza do coração, para a cura, visões e aceitação. Útil para pessoas que queiram estar mais em contacto com a natureza dos seus sentimentos.

Varinha - Cristal longo e pontiagudo que existe na sua forma natural, mas a maioria é lapidada artificialmente. Excelente instrumento de cura que concentra a sua energia na ponta. Tradicional instrumento de cura dos xamãs, curandeiros e metafísicos. Acredita-se que tenham sido utilizadas na Atlântida e muitos praticantes acreditam que estão a voltar à superfície para completar a sua poderosa programação.

Varinha Vogel - Tem facetas especialmente criadas artificialmente e assemelha-se a um grande pêndulo. A extremidade mais curta e larga atrai a energia prânica que é amplificada à medida que circula em espiral ao longo das facetas. A extremidade mais fina e comprida transmite energia para fora num feixe semelhante ao do Quartzo Laser fortemente concentrado. Excelente para ligar os chakras e remover a negatividade.

Quartzo Laser - Cristal longo, delgado e inclinado no sentido da terminação com muitas faces pequenas. Os seus lados são, muitas vezes, ligeiramente curvados. Nunca deve ser apontado aleatoriamente a outra pessoa e só deve ser usado com clareza de intenção. Concentra e acelera a passagem da energia através de si próprio emanando um feixe que actua como um laser. Estimula os pontos da acupuntura. Proporciona uma poderosa protecção da aura e do corpo físico. Ao nível mental e emocional, remove atitudes inadequadas, padrões de pensamento antiquados e bloqueios de energia.



Experiências ao Longo dos Tempos

"Os cristais estão vivos desde o início dos tempos. Tudo tem uma frequência e uma vibração" - Nikola Tesla

Os povos antigos aprenderam muito sobre o nosso mundo através de experiências, tentativas e erros. Foi através destas experiências que nos chegaram também os óleos essenciais e ervas com inúmeros benefícios.

Tal como as pedras, usaram, carregaram e experimentaram notando como se sentiam e de que forma ressoavam consigo. Notaram como certas pedras reagiam à água, como produziam tintas coloridas, como mudavam de cor, como eram tóxicas ou como eram necessárias para criar ferramentas como a Hematite que é rica em ferro e foi utilizada para o fabrico de espadas, armaduras e escudos. As suas propriedades físicas são fortes e reflectivas e não é coincidência que seja um dos melhores cristais para protecção psíquica.

Xamãs, curandeiros, pessoas sensitivas terão sentido energias de diferentes pedras que terão associado a partes do corpo, áreas da vida, aspectos mentais, emocionais e espirituais conforme se sentiam afectados. Muitas culturas associaram certas propriedades a histórias e lendas que por vezes se interligavam com crenças de outras partes do mundo sem qualquer ligação física entre elas e algumas acreditavam que em cada pedra habitava um ser de luz.

Os Atlantes acreditavam que toda a Terra estava viva e alimentavam-na com bons estímulos criando espaços de comunicação sagrados formados por círculos de cristal e pedras construídos para o propósito específico de fortalecer o planeta. Talvez tenham sido os Atlantes a inspirar a roda da medicina dos nativos americanos.

Já na nossa história recente, os dados recuperados são pouco confiáveis. Primeiro, porque muito poucos registos sobreviveram ao decorrer da história, foram perdidos ou ocultados, e segundo, porque os minerais preciosos eram praticamente exclusivos da realeza, de líderes e de sacerdotes. Se observarmos o que restou da época medieval, percebemos que o legado é muito escasso. Além disso, os registos recuperados eram supersticiosos e incorrectos (chegou a afirmar-se que o rubi podia ferver água) e muitos dos dados não se aplicam aos tempos modernos.

O primeiro filamento de ADN (a espiral sagrada), parece ter realmente evoluído de um protótipo de cristal ou de um cristal em si, mais especificamente silício. O silício é o "ingrediente" base do quartzo e, na verdade, cresce em espiral. O mesmo acontece com o ADN. Muitos cientistas estão a chegar à conclusão que efectivamente um cristal pode ser o fio condutor para a origem do que usualmente definimos como "vida".


Localização

Os cristais formam-se em toda a Terra, alguns podem ser encontrados praticamente em todos os países, outros são exclusivos de determinadas partes do planeta. As zonas de descoberta também não são coincidência. Estas localizações possuem energias, histórias e lendas. Algumas pedras ligadas a determinadas áreas do planeta têm histórias bastante interessantes e uma posição quase mitológica, p. ex. a Moldavite ou a Semente da Lemúria.

Uma pedra encontrada pela primeira vez perto de montanhas, lagos, desertos, locais sagrados, numa ilha ou caída do céu como uma estrela cadente traz consigo propriedades influenciadas associadas à zona da descoberta. Frequentemente, o próprio nome da pedra indica a localização ou uma determinada associação espiritual cujas propriedades reflectem.



Fonte(s): Ethan Lazzerini, Hibiscus Moon, Crystal Bible de Judy Hall


Comentários

Comentar

Avaliar

Produtos relacionados