10 Ladrões da Energia segundo Dalai Lama



Existem muitas razões para nos sentirmos energeticamente esgotados, sejam pessoas, situações ou mesmo atitudes e decisões que tomamos sem pensar nas consequências...

Estamos tão focados nas coisas banais que nem percebemos que estamos a cair em armadilhas que nos deixam vazios.


Tomar distância do que não é necessário, ajuda a melhorar a nossa saúde em todos os níveis. A dificuldade está em ter consciência do que é prejudicial e do que nos oferece estabilidade.

Para ajudar a guiar as pessoas rumo a um equilíbrio, o actual Dalai Lama, Tenzin Gyatso, enumerou o que chama de "Os 10 Ladrões da Energia". Aprenda a reconhecê-los:


1. Afaste-se de pessoas tóxicas

"Deixe ir as pessoas que somente chegam para compartilhar queixas, problemas, histórias desastrosas, medos e julgamentos dos outros. Se alguém procura uma lixeira para deixar o seu lixo, não deixe que seja a sua mente."

Estas pessoas são como vampiros que sugam toda a energia que estiver ao seu redor até deixá-lo fraco e sem forças.

As pessoas tóxicas normalmente são aquelas que passam a vida a reclamar sobre tudo e nunca conseguem ver qualquer positivismo nas situações.

Desligue-se de todas estas pessoas que o afastam da sua essência e não deixe que ninguém o arraste nas suas tempestades.


2. Pague a quem deve

"Pague as suas contas a tempo. Ao mesmo tempo, cobre a quem lhe deve ou escolha deixá-lo ir se já for impossível cobrar."

Honrar os compromissos assumidos e evitar aqueles que não pode cumprir.

As dívidas acabam com a tranquilidade. Dever a alguém é desgastante e, sem perceber, estará a "pagar" também com a própria energia.


3. Cumprir as promessas

"Se não cumpriu as suas promessas, pergunte-se por que tem resistência. Tem sempre o direito a mudar de opinião, a desculpar-se, a compensar, a renegociar e a oferecer alternativa ante uma promessa não cumprida. A forma mais fácil de evitar o não cumprimento com algo que não quer fazer, é dizer NÃO desde o princípio."

Uma das qualidades mais valorizadas: ter palavra. Ter palavra reflecte boas intenções e consideração pelo outro.

Não cumprir uma promessa é uma das causas que mais contribui para a quebra da energia. Por isso, não prometa algo que não poderá cumprir. Por outro lado, cumprindo as promessas, será reabastecido com um sentimento de satisfação que, consequentemente, aumentará a sua energia positiva.


4. Dedique o seu tempo a fazer algo que goste

"Elimine o que for possível e delegue aquelas tarefas que prefere não fazer e dedique o seu tempo a fazer as coisas que gosta."

Não delegar aquilo a que tem aversão, e que até pode passar à frente, significa encher a sua vida com uma negatividade desnecessária.

Por vezes, simplesmente, não estamos em condições de realizar uma tarefa e podemos delegá-la a outra pessoa mais qualificada para o fazer e com mais vontade de a completar que nós. Abraçar outra actividade enquadrada nos gostos pessoais garantem um equilíbrio positiva.

5. Descansar e agir

"Permita-se descansar se estiver num momento em que necessita e permita-se agir se estiver num momento de oportunidade."

Saber quando deve parar e descansar é essencial para garantir que as suas energias não se esgotam. Conheça o seu ritmo. Se tiver dificuldade em encontrar a resposta que procura, pare e relaxe! Se não fizer isso quando mais precisa irá perder as suas forças e cometer irresponsabilidade que vão acabar em arrependimento.


6. Arrumar e reorganizar

"Tire, arrume e organize, nada te toma mais energia do que um espaço desordenado e cheio de coisas do passado que já não precisa."

Um espaço desorganizado faz-nos sentir desorientados e desanimados. Dalai Lama é claro no que diz, há que pôr ordem na confusão e não apenas no plano material.


7. Cuide da sua saúde

"Dê prioridade à sua saúde. Sem a maquinaria do seu corpo a trabalhar ao máximo, não pode fazer muito. Tire alguns momentos para descansar."

É essencial dedicar tempo a relaxar, a praticar um desporto e a fazer uma alimentação saudável. Pouco vale ter muito trabalho, dinheiro e património se não somos capazes de cuidar do que nos sustenta: o nosso corpo.


8. Enfrente as situações

"Enfrente as situações tóxicas que está a tolerar, desde resgatar um amigo ou um familiar, até tolerar acções negativas de um companheiro ou grupo. Tome a acção necessária."

Todos enfrentamos situações tóxicas ao longo da vida. O que importa é não nos deixarmos dominar por elas!

As situações difíceis ajudam-nos a criar estratégias se assumirmos o controlo e tentarmos resolvê-las. Adiá-as ou ignorá-las, só vai gerar stress e dificultar a estabilidade.


9. Aceitar

"Aceite. Não é resignação, mas nada lhe faz perder mais energia do que resistir e combater contra uma situação que não pode mudar."

Aceitar que há situações que não podemos mudar é uma passo no sentido de conquistarmos o nosso bem-estar emocional.


10. Perdoar

"Perdoe. Deixe ir uma situação que esteja a causar dor. Pode sempre escolher deixar a dor ir embora."

O mais certo é a vida colocar-nos à prova, por isso é tão importante não alimentarmos rancores que só vão deteriorar-nos aos poucos.

Guardar mágoa é humano, mas perdoar também o é e é libertador.



Fonte(s): A Mente é Maravilhosa


Comentários

Comentar

Avaliar

Produtos relacionados